BLOG DESTINADO A TREINADORES, JOGADORES, ARBITROS E DEMAIS AGENTES DESPORTIVOS LIGADOS AO HOQUEI EM PATINS. ESTE ESPAÇO TEM POR OBJECTIVO APRESENTAR E DISCUTIR TODOS OS ASSUNTOS LIGADOS Á MODALIDADE.O MEU E-MAIL É hoqueihoquei@sapo.pt

20
Nov 06
SEGUNDO O SELECCIONADOR NACIONAL PAULO BATISTA AS EQUIPAS NÃO DEVERÃO UTILIZAR ESTA OPÇÃO DE ATAQUE UMA VEZ QUE PARA ALÉM DE SER MAIS COMPLICADO FINALIZAR ESTA SOLUÇÃO DEIXA A DEFESA DEMASIADO DESGUARNECIDA, PORTANTO, "QUANDO SURGIR UMA SITUAÇÃO DE 3X1 O JOGADOR MAIS RECUADO NÃO SE DEVERÁ ENVOLVER NA ACÇÃO ATACANTE". O QUE VOS PARECE?
publicado por tecnico-tactica-hoquei às 10:21

100% de acordo
Anónimo a 20 de Novembro de 2006 às 10:24

De xico a 26 de Outubro de 2006 às 08:15
Julgo ser uma boa opinião, mas não sou tão favoravel ao abandono total da ideia do 3x1
Anónimo a 20 de Novembro de 2006 às 10:25

De Pedro Antunes a 6 de Novembro de 2006 às 16:49
Na minha modesta opinião, Paulo Batista está a dar um bom concelho.

Eu já aplico isso há muito tempo na seleção Suiça de Juniores.

Há quem pense que ele não tem razão. Mas de certeza que são mais os golos que sofre, do que os que marca, quando contra-ataca a 3x1.

Pedro
Anónimo a 20 de Novembro de 2006 às 10:26

De Alexandre Fernandes a 12 de Novembro de 2006 às 19:38
Desculpem lá o meu comentário, talvez inadequado para os proteccionistas da táctica rígida defensiva. O hóquei deveria ser já por si um espectáculo dentro do espectáculo, não o é neste momento, penso eu devido ao ciosismo e proteccionismo das tácticas defensivas. Porque não atacar com 3x1 Paulo Baptista? Eu até sou um apreciador do teu tabralho, mas esta não deveria ser tua. Então digam-me lá se não proporciona mais frisson, uma acção ofensiva de 3x1, com recuperação do adversário a lançar logo um contra ataque e proporcionar eventualmente golo obrigando os intervenientes a retomarem em velocidade as suas posições defensivas. Será mais desgastante é óbvio, mas mais atractivo lá isso é. Assim teríamos mais espectadores nos pavilhões e as equipas a jogarem mais abertas. Continuo a ver muitas equipas a jogar para perderem por poucos, isto não é hóquei em patins. É preciso é ter pulmão (boa preparação) isso é, mas assim, talvez teríamos os grupos mais equilibrados em rotatividade e competitividade. Não digo que jogar em 2x2 seja anormal, nada disso, mas quando eu vejo equipas que perdem por 2-1, caracterizando o resultado e a exibição como uma vitória, só porque estiveram 50 min. a defender atrás da linha da bola sem mexerem praticamente os patins, então...
Anónimo a 20 de Novembro de 2006 às 10:27

De Anonimo a 13 de Novembro de 2006 às 10:34
Pois é...
Há muitos "Alexandres Fernandes" no Hóquei Português.
Por isso mesmo o hóquei está como está. Resultados de 8-7, 9-5, 6-4, etc... num campeonato de primeira divisão é grave! Onde estão as defesas?...
Quando jogamos com os Espanhóis, armamo-nos em "Carapaus de corrida" e depois é o que sabemos...
Ouçam quem sabe!...
Anónimo a 20 de Novembro de 2006 às 10:28

De Anónimo a 19 de Novembro de 2006 às 09:27
O problema é que há muitos mais anónimos como o Sr. Anónimo, os efectivos confessos defensores da modalidade. Já percebi que também é "dono da verdade", da sua provavelmente, respeito a sua opinião, não concordo em absoluto, mas não concordo mesmo. Mas como o senhor anónimo é quem sabe, então digo-lhe eu, que escrevi exactamente há dois meses atrás num outro blog o que acaba de opinar, logo se acompanha tanto o Hóquei em Patins deve-o ter lido, e então verá que não estamos assim tão divergentes. No entanto já vi que o assusta os resultados de 7-6, 9-8, e por aí adiante não sei porquê?! Então aconselho-o a ler com mais atenção a minha opinião anterior. Eu gosto mesmo de HÓQUEI EM PATINS percebe, bem jogado, o que na maior parte das vezes não é o caso por causa dos tais 1-0, 2-1, 1-1 que o Sr. Anónimo defende e é por isso mesmo que levamos caldinhos dos Espanhois, Italianos, etc. porque temos medo ( tremideira ) de ganhar, aliás nem sequer assustamos agora! Por isso é que os 1-0, 1-1, etc, etc, dá a sensação que é mais FuteHóquei do que Hóquei mesmo. Aliás até no futebol, já se marcam mais golos que em muitos jogos de Hóquei, ou não sejam eles a essência deste tipo de desportos, ou não?. Mas como não sou dono da verdade, não fico com quem sabe, antes tenho poder encaixe suficiente para perceber que de um "mestre" se trata, mas de quê? De Hóquei? Pergunto eu...
Anónimo a 20 de Novembro de 2006 às 10:29

De Anónimo a 19 de Novembro de 2006 às 23:05
Concordo em pleno com a apreciação de que se não deve abandonar totalmente a ideia da intervenção do 3º homem no 3x1. Se os intervenientes, forem bem treinados para tal, não haverá grande problema desde que se finalize... Agora é mais k evidente o risco de sofrer golos, a defesa fica mais desguarnecida, mas o risco está constantemente presente no jogo, logo quem não arrisca...
Anónimo a 20 de Novembro de 2006 às 10:30

De Anónimo a 19 de Novembro de 2006 às 17:05
Um contra ataque de 3x1 pressupõe, eventualmente uma situação de 2x1 se a equipa contrária recupera a bola. Desguarnece-se mais a defesa? Sim, mas por outro lado temos aquilo que está a faltar a muitas equipas portuguesas, que são os golos. Tenho assistido a alguns jogos de hoquei em patins da 2ª divisão, muito mais emotivos que na 1ª e com mais público. Acho que a nível de selecção se deva optar pela situação de o jogador mais recuado não intervir na situação 3x1, porque estamos a falar de selecções, e os títulos que nos têm fugido, devem-se ao facto de nomeadamente Espanha e Itália defenderem muito bem, e quase não jogando, aproveitam os nossos erros, para friamente desferirem os seus contra-ataques limpando-nos assim os últimos títulos. Não será isto fruto de carência de trabalho de finalização e sistema defensivo individual ? Eu penso que a melhor defesa é o ataque, e não o contrário. Não estou de acordo com o cibernauta anónimo de 13 de Novembro, quando se refere a um outro, em jeito jocoso julgando-se melhor que os outros. Até pode sê-lo, mas apreciações pouco abonatórias em relação aos outros, não me parece bem desportivamente falando. Este blog foi criado para se exporem ideias e pontos de vista, e não para tipo de criticas como a do amigo anónimo. Não tomo partidos, mas deve respeitar-se as ideias de todos mesmo não concordando, porque assim isto deixa de ser um espaço aberto para o efeito. Já agora penso que este tipo de provocações em anonimato, evidenciam alguns ressentidos da modalidade, os chamados "Velhos do Restelo" que tanto apregoam que o nosso hóquei não anda, porém, com todo o respeito presumo que o caro amigo anónimo, seja também um deles. Grave é perder por 1-0 e ficar com a ideia de que se ganhou, só porque se fez um bom jogo. Tretas amigo, de vitórias morais está a selecção cheia, e a nível de clubes nem se fa. Pessoalmente, nunca me importaria de ganhar todos os jogos por 8--7, 9--5 ou até 10--9, estou farto de ver AUTOCARROS e COQUEIROS no nosso hóquei. Se a aposta da evolução do hóquei passa por aí, então o que vai acontecer, ou melhor já está acontecer na formação, miúdos que têm qualidades inates, a trabalharem desde cedo o tal sistema para não sofrer tantos golos, estão a retiram-lhes cedo o sumo, e na teia da táctica, os golos deixam de ser prioridade, e naturalmente deixam de fazer o que lhes dá mais gozo e gosto no hóquei. Não esqueça que sem golos o estímulo é reduzido, sobrepõe-se o bom sistema defensivo a uma maior abertura ao jogo. A cultura táctica é necessária em qualquer desporto, mas a trabalhar-se rigidamente o sistema defensivo, temos de ter atletas super-dotados fisicamente (capacidade de choque), os ataques planeados são facilmente anulados pelo rigor da defensiva (colectiva e individual) e assistimos impávidos e serenos durante 50 min. á espera de 1 golo que não sabemos se vai acontecer. Com defesas (equipas) assim tão fechadas a sete chaves, o desinteresse pode evidenciar-se, mormente porque passa a ser mais Um Jogo de Treinadores que de Jogadores. A Imprensa e a TV falam mais na táctica e nos treinadores do que nos jogadores, estes passam para seundo plano porque estão submetidos ao egocentrismo dos treinadores (das suas tácticas) um Benfica -Porto 1--1, francamente diz tudo caro anónimo. Carlos Dantas-1 1-Franklim Pais. É ou não é a realidade, desminta, não foram 9--8 ou 8--7 como refere no seu comentário. Já agora pense nisto e não seja voçê também mais um dos best-sellers do hóquei a mal-dizer dos outros, e dizer amén com quem me parece dar-lhe jeito. Ser autoconvencido, não lhe dá o direito de ser deselegante, muito menos desrespeitar a opinião ou trabalho dos outros, e que o hóquei não vai a lado nenhum com os muitos "fulanos de tal" que o hoquei tem, como o que o amigo anónimo referenciou. Vai com você é? Acho que vai com todos a judar e não com alguns autodidactas. Deduzo que porventura queira a curto prazo a tal Liga milionária do Hóquei da 1ª divisão com 6/8 clubes, e depois 2ª, 3ª a sustentar a estrutura federativa (que já começou) pagar forte e feio para os excêntricos, depois admirem-se de atletas optarem por outros desportos desportos. Seria bom para o debate conhecer os anónimos. J. Gomes
Anónimo a 20 de Novembro de 2006 às 10:31

De Anónimo a 20 de Novembro de 2006 às 00:08
Alexandre Fernandes
Lamentável ! Eu só dei uma opinião, certo. O senhor anónimo é que deve efectivamente ser ave rara no hóquei. Eu não disse que era tá. É que eu não sabia mesmo o que comentou, caraças !.. Eu Tenho muitas dúvidas sobre a sua frase quanto ao, Ouçam quem sabe... Mas são tantos os que sabem e não há lugar pra eles, porque será? Eu prefiro ver a Fazer, do que ouvir quem sabe? O sr. anónimo prestaria um grande favor ao H.Patins e a todos se se apresentasse, ou não? Valeu.

Anónimo a 20 de Novembro de 2006 às 10:48

Na minha opinião, a situação de superioridade numérica 3x1, não é eficaz.
Utilizando 2x1, uma equipa consegue efectuar o contra-ataque, provavelmente, obtendo o mesmo, ou melhor sucesso na finalização, ficando com dois atletas livres para efectuar tarefas de defensivas ou continuar o jogo em ataque continuado, organizado ou não.
Pessoalmente, penso que cada jogo é um jogo e cada adversário terá as suas potencialidades e fraquezas. Quando existe equilíbrio entre duas equipas, ou um desiquílibrio acentuado em meu desfavor, 3x1 é suicídio. Penso que devemos ter duas coisas em mente, evitar situações de inferioridade numérica na defesa e procurar a superioridade numérica no ataque, 2x1 já é superioridade numérica e bem treinado é mais eficaz que o 3x1. O espectáculo Hóquei, só é espectáculo se for bem jogado e se houver equilíbrio caso contrário perde o interesse. É espectacular ver um GR defender uma bola impossível ou ver um defesa cortar um passe numa jogada de 3x1, ou seja, esse corte dará origem a um 2x1 poderá ser mais eficaz. O objectivo golo, não acontece por acaso.
Cravo a 21 de Novembro de 2006 às 00:05

Não a 100%, mas concordo. Que a linha de trás fica mais vulnerável, Indidcutivel. Que os golos também não acontecem por acaso, verdade. Mas não é muito facil encontar os caminhos ou o buraco da baliza. Mesmo na situação de 2x1, brilham mais os G.R. que os jogad. de campo. Mas pareceme-me bem.
A. Fernandes
Anónimo a 21 de Novembro de 2006 às 23:13

Novembro 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

12
14
15
16
18

19
21
24

26
27
28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO