BLOG DESTINADO A TREINADORES, JOGADORES, ARBITROS E DEMAIS AGENTES DESPORTIVOS LIGADOS AO HOQUEI EM PATINS. ESTE ESPAÇO TEM POR OBJECTIVO APRESENTAR E DISCUTIR TODOS OS ASSUNTOS LIGADOS Á MODALIDADE.O MEU E-MAIL É hoqueihoquei@sapo.pt

06
Fev 08

EU ESTIVE LÁ..., já tinha visto o Benfica - Juv. Viana e a impressão com que fiquei confirmou-se agora.

  Um Benfica sem ideias, com um Valter Neves que nunca conseguiu colocar em campo o seu hóquei, nunca conseguiu desequilibrar ou impor velocidade ao hóquei benfiquista. Um Tó-Silva, a insistir nas jogadas individuais, um jogador a teimar nas acções individualizadas,  nunca conseguiu responder ás várias hipóteses criadas pelos seus colegas, principalmente por Ricardo Barreiros, claramente, o homem mais inconformado e mais talentoso do Benfica, o primeiro golo do Ricardo é de facto de grande qualidade, sem duvida, o que procurou mais a vitória, tentou de várias formas. Padece no entanto do mesmo mal da equipa, com um Mariano ainda muito longe da sua boa forma, a recuperar da operação ao joelho. O Benfica, em minha opinião, há muito que não apresenta, um hóquei de grande qualidade técnico-tactica, consentâneo com a qualidade dos seus jogadores. Mas já volto a este assunto. O F:C:Porto: Claramente melhor, é obvio que tem outros argumentos, pouco depois do meio da primeira parte já tinha colocado em campo todos os seus suplentes, excepção feita, ao seu guarda-redes e, se em minha opinião o Benfica, apesar de um plantel, claramente mais limitado, a verdade é que o hóquei do Porto é claramente melhor e depois, quem tem Reinaldo Ventura, no seu estilo característico, a impulsionar todo o hóquei Portista, um Filipe Santos, com a experiência e entrega reconhecidas, acrescidas de talento individual, como: Caio, Ricardo Figueiras e Emanuel Garcia, não sendo de forma nenhuma de menosprezar um André Azevedo. É claro que é muito talento para um Benfica, indiscutivelmente inferior. Mas, para mim, Quem não tem Cão, caça com Gato e há muito que o Benfica não apresenta um hóquei de qualidade, pelos menos e repito da qualidade dos seus interpretes. Não penso que o Carlos Dantas esteja desactualizado, julgo é que não terá a garra de outrora, é sem duvida um treinador de grande qualidade mas, cá para mim, um Benfica com outra abordagem táctica do jogo teria mais hipoteses. O Porto não é só uma equipa de bons jogadores, é sobretudo uma equipa, na verdadeira acepção da palavra. Com mais recursos humanos e tácticos. Para quem vê este tipo de jogos, percebe claramente, porque deixou o hóquei português de se impor a nível internacional, para quem como eu, assiste regularmente a jogos de campeonatos de Espanha e Itália, não há grandes duvidas; Onde está o ritmo e velocidade de jogo?, Onde está o trabalho ao nível da táctica?, Onde está a leitura táctica defensiva?, Onde está o desenho Táctico de ataque?. Talvez vos pareça pretensiosa esta análise, mas não,. Apenas constato, que, o Benfica, mais que o Porto, apresenta um hóquei demasiado previsível; As rotações do Ricardo, As entradas do médio atacante, nas costas do avançado que faz a diagonal, as rotações e mudanças de direcção aos topos da área, enfim. Aqueles que podem que vejam os jogos de Espanha e Itália e vão perceber do que falo. Jogadas de grande envolvimento a criar aclaramentos, jogadas elaboradas a pensar na mais valia individual, libertando jogadores na zona de finalização e tantos outros aspectos ao nível do jogo colectivo. Já que tanto se fala da reorganização do nosso hóquei, eu aproveito e, lanço mais esta, é altura de dar lugar também aos treinadores talentosos, inspirados e obstinados. Há ainda muito hóquei para inventar, e, nós portugueses, temos o melhor para pôr isso em prática, os talentos individuais…         
 
publicado por tecnico-tactica-hoquei às 08:34

Fevereiro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
12
13
14
15
16

17
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO